Escola oferece orientação a alunos estrangeiros que queiram ingressar em faculdades nos EUA

O que fazer depois de concluir o curso de inglês? Essa é uma pergunta que muitos alunos estrangeiros fazem ao terminar os cursos de inglês em escolas particulares nos EUA. Geralmente, eles querem saber quais são as etapas de admissão nos cursos de faculdade e universidades americanas e se poderão conseguir uma bolsa.

Todos os meses a Lingua Language Center, escola de idiomas que faz parte do Broward College no sul da Florida, prepara uma palestra explicativa para orientar os alunos que querem continuar nos Estados Unidos. As palestras são gratuitas, abertas ao público, mas as vagas são limitadas.

“Os alunos chegam até a nós com as mais variadas perguntas e dúvidas. Cabe ao orientador procurar as informações e ajudar este aluno de acordo com a realidade entre o que ele quer e o que o mercado oferece’’, resume a orientador Dr. Lourdes Cowgill, membro da equipe de orientadores do Broward College.

Ela conta que, para os alunos internacionais, sem residência fixa nos EUA, as opções de bolsa de estudos e até financiamento estudantil são limitadas, mas existem. “O número de instituições de ensino nos EUA, entre faculdade e universidades, é muito grande. Infelizmente, não existe uma lista completa em um só lugar. O jeito é procurar bastante”, disse.

Neste caso, explicou a orientadora, que diariamente recebe dezenas de estudantes a procura de uma oportunidade para continuar estudando nos EUA, a opção é – 1) ter certeza qual a área de estudos que deseja investir, 2) procurar as faculdades e ou universidades e fazer a inscrição. Entre a papelada que o aluno é solicitado a preencher, sempre existe uma opção de requerer o financiamento para estudantes estrangeiros e ou bolsa de estudos, com base em mérito.

Essas bolsas podem chegar a 100% depende do curriculum vitae (resume) do aluno. É nessa hora que tudo o que estudante fez fora da sala de aula conta pontos valiosos.

Outra dica da orientadora é 3) escolher faculdades e ou universidades que ofereçam variedade nas áreas de estudos. Desta maneira, é possível requerer mudanças e ou começar em cursos menos especializados e traçar uma trajetória até chegar naquele curso tão desejado. “Muitos não sabem que é possível fazer dois anos de curso básico em colégios como o Broward College, muito mais baratos do que universidades, e depois pedir transferência e finalizar a graduação em uma universidade. Isso diminuiu substancialmente, os custos”, disse.

Outra dica da orientadora é 4) procure pela diversidade. Ela conta que as faculdades e universidades americanas adoram diversidade no corpo discente. Dessa maneira, o estudante estrangeiro precisa procurar uma instituição que não tenha tantos alunos da sua origem. Com isso, as chances de ser aceito e até ganhar uma bolsa de estudos são maiores.

Ela também lembra que caso os alunos estrangeiros já tenham iniciado o curso superior em seu país de origem, parte das disciplinas podem ser reaproveitadas nos Estados Unidos. “Em alguns casos, os alunos precisam refazer quase todo o curso superior, em outros, apenas algumas disciplinas, e por último, praticamente nada, só traduzir tudo e pronto! Seu curso tem validade aqui e você pode pensar em voos mais altos’’, explica.

Próxima palestra na escola Lingua Language Center será sobre imigração – mudança de visto de turista para visto de estudante.

Serviço

Lingua Language Center at Broward College

lingua@broward.edu.

225 East Las Olas Boulevard, Fort Lauderdale, 33301

(954) 577.9955

botao menor interno

Posted in Uncategorized and tagged , , , , , , , , , .